Paraty, pte 2

É, fiquei devendo o resto do relato das Crônicas de Paraty.

E, pra vocês não dizerem que eu sou moleque, aqui está um comedido resumo. Clica, porra.

E até com direito a imagem, pra quem não viu:

Pois é, tive a minha primeira experiência de pop star. Nunca tinha tirado foto fazendo pose no meio da rua. Foi constrangedor, mas deveras divertido. Sério, experimente. Comece enchendo a cara de cerveja, depois junte-se com mais 8 ou 9 amiguinhos e vá pro meio da rua. Enquanto um amiguinho (o que tiver o maior semblante de seriedade e a câmera fotográfica com mais pinta de profissa) tira as fotos, e dois amiguinhos ficam dirigindo e tomando nota, você e seus outros amiguinhos ficam posando blasêmente em alguma esquina bem movimentada. Aproveite pra fazer isso no meio de um evento de grande porte. Bingo. Vai ter um monte de mané parando pra tirar foto também. E perguntando: “de que país eles são?”, “qual novela tão filmando?” e você ainda vai ouvir “vou tirar foto de qualquer maneira, vai que alguém fica famoso aí?”.

Agora, sabe o que seria realmente maneiro? Se todo mundo estivesse fantasiado de zumbi. “Novos autores mortos-vivos reivindicam a imortalidade na FLIP”, não ia dar uma manchete foda?

Ainda mais no ano de centenário da morte do nosso Machado de Assis, o fundador da Academia Brasileira de Letras e, portanto, o primeiro imortal. Imortal my ass, a nova geração prefere a zumbificação à imortalidade. Interprete como quiser. HAHA.

Aproveitando a inspiração momentânea, segue esse belo vídeo que a Gorda me passou, o trailer de uma pérola chamada Revenge of the Gangbang Zombies. Reiterando que sou tão a favor de gangbangs quanto sou a favor de zumbis.

Então, isso foi a FLIP. Comprei dois livros, um do colombiano que falou mal de todo mundo e outro da Zoe Heller, porque tava barato e eu fui com a cara. Conheci um poeta flamenguista (o que já é um indicativo da alta qualidade dos trabalhos do cara). Tomei mais cerveja do que deveria. Tirei poucas fotos. Vi o Neil Gaiman jantando e – ponderadamente – decidi não incomodá-lo. E é isso, de volta à vida real e, provavelmente, à escassez de posts. Ou não. Sempre é uma incógnita.

Bjundas

(np: Weezer – Heart Songs)

Anúncios

7 Respostas to “Paraty, pte 2”

  1. Lua Says:

    tomamos mais cerveja do que deviamos e comemos mais sorvete do que deviamos tb. rsE eu descobri que sorvete+cerveja+remedios-pesados-para-a-colunanao fazem bem ao estomago, rs(L)

  2. Bruh Says:

    Esse vídeo é muito bom! Entrei em transe quando vc me passou no msn. Joguei no Orkut do Fly na mesma hora. hahahA manchete seria MUITO mais irada se vocês fizessem uma ZumbLIP 😀

  3. R.Loureiro Says:

    Eu leio o Blog seu chato. Parabéns pelo sucesso. O marketing é a alma do negócio.

  4. DecoDame Says:

    Video foda!!!!!Estou precisando beber cerveja mais do q eu deveria!!!! Até pq tenho motivos para bebemorar! 😛bjusss

  5. Pedro Vieira Says:

    Pô, vou ter que atualizar as minhas piadas sobre leitores.Pra minha (agradável) surpresa, tenho mais do que os três leitores usuais/originais heheeeyay, rumo ao estrelato!!! ;P

  6. Leandro Jardim Says:

    Estava eu a fazer justamente esse trabalho de comentar a FLIP lá no meu blog, quando – ao testar o link que deixei para esta página – me deparo com a recíproca. Mais uma feliz coincidência.grande abraço!Jardim

  7. Leandro Jardim Says:

    Terça sim, terça não, no jornal é? Esse cara tá demais…Parabéns, ficou bacana seu posicionamento na matéria!absJardineiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: